A ascensão dos vídeos no Facebook

fb_video.png

No final de 2013, o Facebook lançou vídeos nativos com reprodução automática pela primeira vez. Tudo começou quando um grupo de engenheiros achou que o feed de notícias não era dinâmico o suficiente e precisava de mais ação.

Eles se inspiraram no jornal ficcional Daily Prophet, de Harry Potter, que continha fotos que ganhavam vida enquanto era lido, então eles queriam que os vídeos no Facebook fizessem o mesmo.

Um divisor de águas para o novo recurso no Facebook começou quando o “Desafio do balde de gelo” chegou à internet. O movimento mobilizou celebridades, políticos e o próprio Zuckerberg a carregarem vídeos curtos de si mesmos jogando água com gelo na cabeça para caridade. Então, começaram a desafiar os amigos a fazerem o mesmo, passando o desafio à frente como um fenômeno do Facebook.

Logo depois, a revista Fortune contabilizou o movimento em que mais de 440 milhões de espectadores assistiram a esses vídeos, chegando a um total de 10 bilhões de visualizações.

Com o sucesso da nova ferramenta e os impressionantes resultados, muitos veículos de comunicação não quiseram ficar de fora da novidade. O BuzzFeed, por exemplo, viu o número de visualizações de seus vídeos crescer 80 vezes em apenas um ano, alcançando mais de 500 milhões de visualizações em abril de 2015.

Alguns outros componentes importantes contribuíram para esses números excepcionais: o Facebook contabiliza uma visualização de vídeo em apenas 3 segundos, enquanto o YouTube conta as visualizações após 30 segundos. Isso com certeza faz a diferença na contagem de visualizações do Facebook em relação à do YouTube. Os vídeos no Facebook também são mudos por padrão; os usuários precisam escolher ativar o som. Isso facilitou que as pessoas visualizassem os vídeos em público ou em sequência sem se surpreenderem pelo áudio reproduzido automaticamente.

Em setembro de 2015, o Facebook lançou pela primeira vez vídeos em 360º, que dão ao usuário a opção de arrastar a imagem do vídeo de um lado para o outro e obter uma experiência panorâmica completa.

“Daqui um ou dois anos, achamos que o Facebook terá principalmente vídeos”. É isso que o diretor de produtos de anúncios do Facebook, Ted Zagat, disse em setembro do ano passado.

De lá pra cá, a rede social anunciou uma enorme quantidade de novos recursos de vídeo, que poderiam proporcionar às marcas e aos anunciantes incríveis maneiras de acumular visualizações. Isso inclui relatórios de métricas diários, capacidades de vídeo ao vivo e um “local específico” onde os usuários podem assistir a vídeos recomendados para eles.

Misture todos esses ingredientes e você tem a receita para a rápida ascensão dos vídeos no Facebook ao poder.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s